Como Tratar o Desconforto Respiratório em Pacientes com Insuficiência Cardíaca Descompensada Aguda sem Utilizar uma Máscara?

No que diz respeito ao tratamento de pacientes com insuficiência cardíaca descompensada aguda (ICC descompensada), normalmente uma exacerbação da insuficiência cardíaca congestiva (ICC), ventilação não invasiva com pressão positiva (VNIPP) é a terapia recomendada. Contudo, estudos mostram que mais de 30% dos pacientes não toleram  VNIPP devido à intolerância à máscara.1 Há uma variedade de estratégicas que médicos podem utilizar para prevenir a falha de VNIPP em pacientes com intolerância à mascaras, mas uma das melhores estratégias pode ser a opção de interface sem máscara para pacientes com desconforto respiratório indiferenciado.

A eficácia da VNI Sem Máscara™ para pacientes que respiram espontaneamente
A tecnologia Hi-VNI™ da Vapotherm™ é uma alternativa à VNIPP para o tratamento de desconforto respiratório indiferenciado em adultos ingressados na Emergência.2 Um estudo multi-cêntrico, randomizado, controlado e de não inferioridade não encontrou diferença na eficácia entre VNIPP e a tecnologia Hi-VNI no tratamento de desconforto respiratório dessa população de pacientes. Uma análise de subgrupo recentemente publicada de apenas pacientes com diagnóstico de ICC descompensada/ICC no momento da alta, mostrou que não houve diferença na eficácia do tratamento ou risco de intubação entre VNIPP e a tecnologia Hi-VNI.3 No entanto, o estudo e análise encontraram uma diferença em resultados secundários, conforme ilustrado na Figura 1.

Os benefícios da interface sem máscara para pacientes com intolerância à máscaras

Ao examinar os resultados secundários do estudo, a VNIPP e a tecnologia Hi-VNI tiveram resultados similares, em termos da necessidade de monitoramento e dificuldade técnica. No entanto, a tecnologia Hi-VNI foi classificada como superior no que tange à percepção do médico quanto a resposta do paciente, conforto do paciente e simplicidade de uso. A interface sem máscara da tecnologia Hi-VNI pode ser um dos recursos que contribuíram para estas percepções superiores.

Por que pacientes com ICC descompensada/ICC podem especialmente beneficiar-se da interface sem máscara
Os benefícios da VNI sem máscara para pacientes com respiração espontânea podem ser particularmente pertinentes para pacientes com ICC descompensada/ICC. Na análise de subgrupo mencionada acima, Haywood e colegas postulam o que segue sobre a possível importância de tentar evitar uma maior agitação de pacientes com ICC descompensada/ICC:

“Um grande contribuidor da descompensação cardiopulmonar de pacientes com insuficiência cardíaca é a liberação aumentada de catecolamina, que redistribui o fluxo sanguíneo esplâncnico. Muitas de nossas terapias atuais para o tratamento agudo dessa população estão direcionadas em combater este aumento simpático. Em muitos dos pacientes, uma máscara apertada aumenta a agitação. Isso pode aumentar o tônus simpático, e deste modo, ir em contra de nossos esforços de ressuscitação.”2

Ainda que a subanálise não estivesse desenvolvida para uma conclusão definitiva, os resultados são interessantes. Apesar destas limitações, os autores concluem que os resultados desta análise “fornecem permissão para o uso do HVNI… em pacientes ingressados na emergência com deficiência respiratória secundária à ICC descompensada que não requerem intubação de emergência.”3

Referências

1. Carron M. et al. Complications of non-invasive ventilation techniques: a comprehensive qualitative review of randomized trials. British Journal of Anaesthesia. 110(6):896-914. (2013) https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23562934
2. Doshi, Pratik et al. High-Velocity Nasal Insufflation in the Treatment of Respiratory Failure: A Randomized Clinical Trial. Annals of Emergency Medicine, 2018. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29310868
3. Haywood, Steven T, Jessica S. Whittle, Leonithas I. Volakis, George Dungan II, Michael Bublewicz, Joseph Kearney, Terrell Ashe, Thomas L. Miller, Pratik Doshi. “HVNI vs NIPPV in the treatment of acute decompensated heart failure: Subgroup analysis of a multi-center trial in the ED.” The American Journal of Emergency Medicine, 2019. https://doi.org/10.1016/j.ajem.2019.03.002
2019-04-30T14:30:51-04:00Apr 8|Vapotherm Blog|