Pacientes com DPOC e COVID-19 – Compreensão do Escopo da Insuflação Nasal de Alta Velocidade

Sabemos que os indivíduos com condições subjacentes têm um risco maior de obter piores resultados ao contrair a COVID-19. Graças à pesquisa de Leung e colegas, entendemos melhor alguns dos mecanismos que podem exacerbar os resultados para os fumantes e indivíduos que sofrem de DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica) ao contrair COVID-19.

Em seu artigo publicado recentemente, “ECA-2 Expressão no epitélio das pequenas vias aéreas de fumantes e pacientes com DPOC: As implicações da COVID-19” (ACE-2 Expression in the Small Airway Epithelia of Smokers and COPD Patients: Implications for COVID-19), os pesquisadores concluíram que os fumantes e os pacientes com DPOC têm quantidades maiores de um receptor de células — enzima conversora de angiotensina (ECA)-2 — em seu trato respiratório inferior.1 Isso tem implicações significativas, pois esse receptor específico é a porta de entrada através da qual o vírus SARS-CoV-2 — que causa a COVID-19 — entra e infecta a célula.

A combinação da COVID-19 com a DPOC apresenta diversos desafios no tratamento. Normalmente, um paciente com DPOC com dificuldade respiratória seria tratado com ventilação não-invasiva por pressão positiva (VNIPP) para tratar a hipercapnia. A VNIPP é uma das ferramentas sugeridas para o tratamento respiratório da COVID-19 em diversas diretrizes em todo o mundo, mas não é recomendado de forma uniforme. Algumas organizações, como a Society for Critical Care Medicine (SCCM)2 e a Australian and New Zealand Intensive Care Society (ANZICS)3 sugerem realizar terapia de alto fluxo em pacientes que não necessitem de intubação e usar a VNIPP somente se a terapia de alto fluxo estiver indisponível ou for ineficaz.

Em sua carta “A cânula nasal de alto fluxo é uma boa opção de tratamento para a COVID-19”, Geng e colegas apontam ainda que a VNIPP “requer cooperação homem-máquina e é desconfortável”.4

Uso da Insuflação Nasal de Alta Velocidade (HVNI) para tratar hipercapnia

Considerando haver algumas diretrizes e profissionais médicos que expressaram sua preferência pelo alto fluxo em pacientes com COVID-19, é importante que os médicos entendam que nem todo alto fluxo é igual. A insuflação nasal de alta velocidade (HVNI) pode, à primeira vista, parecer ser igual à do alto fluxo, pois é um dispositivo que fornece altos fluxos de gás condicionado através de uma cânula nasal. Entretanto, a HVNI é uma forma de VNI (ventilação não invasiva) que oferece suporte ventilatório aos pacientes com dificuldade respiratória, incluindo hipercapnia, hipoxemia, dispneia e dificuldade respiratória secundária a outras condições médicas. Ela tem a eficácia clínica da VNIPP, mas sem a máscara.5 Por isso, pode ser uma ferramenta atraente para os médicos que tratam pacientes que têm COVID-19 com DPOC e que não precisam ser entubados.

Uma das razões pelas quais a ANZICS não recomenda a VNIPP como uso rotineiro é porque o risco de transmissão, especialmente com máscaras mal ajustadas, pode ser maior do que nos dispositivos de alto fluxo.3A HVNI também oferece uma vantagem aqui, pois, como na HFNC, tem uma interface de cânula nasal. O modelo computacional sugere que o uso de uma máscara cirúrgica com a terapia HVNI pode reduzir o risco de dispersão de partículas e com isso, reduzindo a possibilidade de que os médicos entrem em contato com partículas infectadas.

Entender o escopo da HVNI poderia melhorar enormemente as opções para os médicos que tratam pacientes com COVID-19, especialmente se estes também apresentarem hipercapnia.

Referências

1. Leung, Janice M. et al. ACE-2 Expression in the Small Airway Epithelia of Smokers and COPD Patients: Implications for COVID-19. European Respiratory Journal 2020. DOI: 10.1183/13993003.00688-2020
2. Alhazzani W, Moller MH, Arabi YM, et al. Surviving Sepsis Campaign: Guidelines on the Management of Critically Ill Adults with Coronavirus Disease 2019 (COVID-19). Critical care medicine. 2020;PREPUBLICATION.
3. The Australian and New Zealand Intensive Care Society (ANZICS). COVID-19 Guidelines. Version 1. 16 March 2020. https://www.anzics.com.au/wp-content/uploads/2020/03/ANZICS-COVID-19-Guidelines-Version-1.pdf
4. Geng, Shike et al. High flow nasal cannula is a good treatment option for COVID-19. Heart & Lung: The Journal of Cardiopulmonary and Acute Care. April 13, 2020. DOI:https://doi.org/10.1016/j.hrtlng.2020.03.018
5. Doshi, Pratik et al. High-Velocity Nasal Insufflation in the Treatment of Respiratory Failure: A Randomized Clinical Trial. Annals of Emergency Medicine, 2018. Published online ahead of print. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29310868
2020-06-03T13:05:53-04:00May 5|Vapotherm Blog|
Go to Top